INDICATIVOS DE (DES)VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: A PERCEPÇÃO DE PROFESSORES EM DIFERENTES FASES DA CARREIRA

Hugo Norberto Krug, Marília de Rosso Krug, Rodrigo de Rosso Krug, Moane Marchesan Krug

Resumo


O estudo objetivou analisar as percepções de professores de Educação Física (EF) da Educação Básica (EB), de uma rede de ensino pública, de uma cidade do interior do estado do Rio Grande do Sul (Brasil), em diferentes fases da carreira docente, sobre os fatores de valorização e de desvalorização da EF na EB. A pesquisa foi qualitativa do tipo estudo de caso. O instrumento de pesquisa foi um questionário, tendo a interpretação das respostas realizada por meio da análise de conteúdo. Participaram vinte e cinco professores de EF da EB da referida rede de ensino e cidade, sendo cinco de cada fase da carreira docente (entrada; estabilização; diversificação; serenidade e/ou conservantismo; e, desinvestimento). Concluímos que, todas as fases da carreira docente foram geradoras de fatores indicativos de valorização (1- ‘a disciplina de EF é aquela que os alunos mais gostam no currículo escolar’; 2- ‘a contribuição da disciplina de EF na formação da cidadania do aluno’; e, 3- ‘a obrigatoriedade da disciplina de EF no currículo escolar’) e de desvalorização da EF na EB (1- ‘o desconhecimento da comunidade escolar sobre a importância da disciplina de EF no currículo escolar’; 2- ‘a falta de condições de trabalho da EF na escola’; 3- ‘a não participação do professor de EF nas decisões da escola’; e, 4- ‘a falta de professores de EF qualificados e comprometidos nas escolas’). Assim, nesse cenário, a EF na EB é mais desvalorizada do que valorizada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista UNIFAMMA

ISSN: 1677-8308 (impresso), ISSN: 2358-6265 (online)

e-mail: revistaunifamma@unifamma.edu.br